03 dez

Entrevista de Lula no Podpah gera mais de 3,4 milhões de visualizações no YouTube e mais de 300 mil menções no Twitter

Lula no Podpah

Atualizado em 6 de dezembro, 2021 às 12:13 pm

A entrevista do ex-presidente Lula ao podcast Podpah movimentou o Twitter na noite de quinta-feira (02/12), somando mais de 310 mil menções ao petista, segundo monitoramento realizado pela Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas. A entrevista somou mais de 280 mil visualizações simultâneas no YouTube e, até às 11h de 03 de novembro, já contava com mais de 3,4 milhões de visualizações.

Evolução de menções a Lula e Bolsonaro no Twitter
Período de análise: das 11h de 02 de novembro às 11h de 03 de novembro de 2021

No Twitter, a transmissão ao vivo da entrevista alavancou o volume de menções ao ex-presidente e fez com que suas menções ultrapassassem às de Jair Bolsonaro (200 mil), com picos acentuados de tuítes simultaneamente à sua realização. Os picos de menções passaram a ocorrer às 19h, junto ao início da transmissão e chegaram a alcançar mais de 50 mil menções por hora. Entre os tuítes de maior repercussão, destacaram-se menções de espanto e comemoração em relação ao número de espectadores simultâneos. A audiência da live semanal de Jair Bolsonaro também foi alvo de comparações. Já entre os principais temas, destacaram-se, entre os internautas, declarações de Lula em relação à superação da pobreza, respeito às minorias e grupos vulneráveis e sobre a proposta de anistiar estudantes que contraíram dívidas com o FIES.

É interessante notar que o volume de menções na manhã de 03 de novembro esteve acima do observado na manhã do dia da entrevista, o que indica que as repercussões sobre o programa continuam para além do momento de sua exibição. Essa permanência também pode ser observada no comparativo de procura sobre os nomes de Lula e Bolsonaro no Google Trends, em que o ex-presidente ultrapassa o atual mandatário a partir do início da entrevista e se mantém com maior popularidade na manhã seguinte à entrevista.

Principais hashtags sobre a entrevista de Lula no Podpah no Twitter
Período de análise: das 11h de 02 de novembro às 11h de 03 de novembro de 2021

Mapa de interações sobre a entrevista de Lula no Podpah no Twitter
Período de análise: das 11h de 02 de novembro às 11h de 03 de novembro de 2021

Fonte: Twitter

Vermelho ‒ 28,51% dos perfis | 41,65% das interações
Conjunto formado por políticos e militantes ligados ao PT. Entre eles destacam-se os perfis @LulaOficial, @deputadofederal, @zehdeabreu e @brasil247. Suas principais publicações celebraram a boa audiência da entrevista e compartilharam trechos das falas do ex-presidente no podcast.

Laranja ‒ 7,47% dos perfis | 6,66% das interações
Grupo formado em torno do perfil oficial do podcast no Twitter. Composto majoritariamente por perfis jovens e que não se relacionam diretamente com a política institucional, foi marcado pela repercussão e reprodução de declarações do ex-presidente durante a entrevista.

Azul ‒ 6,34% dos perfis | 5,40% das interações
Grupo formado por apoiadores do governo, como o empresário @LucianoHangBR e os influenciadores @kimpaim e @BrazilFight. Concentraram críticas em declarações e posicionamentos de Lula, sem necessariamente fazer menção ao podcast.

Lilás ‒ 5,44% dos perfis | 5,49% das interações
Grupo formado por páginas e perfis que cobrem entretenimento e celebridades, como @choquei, @siteptbr e @fofoqueioficial. Usualmente distante das discussões políticas cotidianas e se engajaram na discussão em razão da notoriedade do podcast na cultura popular contemporânea. As principais publicações repercutiram falas de Lula, que foi abordado como uma celebridade. Algumas publicações demonstraram apoio à candidatura do petista.

Rosa‒ 4,10% dos perfis | 4,59% das interações
Base formada por veículos de imprensa e influenciadores de centro-esquerda. Enquanto os primeiros noticiaram a entrevista, o segundo grupo adotou tom crítico à participação, considerando-a aquém das expectativas. Alguns perfis, como o youtuber @felipeneto, cobraram Lula em relação ao posicionamento de senadores do PT na votação da PEC dos Precatórios.