22 out

#DebateEnRedes: 94% dos tuítes sobre o segundo debate presidencial foram a favor ou contra “Alberto”, e 48% foram a favor ou contra “Macri”

Por Ariel Riera e Celeste Gómez Wagner

Atualizado em 19 de dezembro, 2019 às 6:17 pm

Se você tem só alguns segundos, leia estas linhas:

  • Os dados do Twitter mostram que a maioria das publicações incluiu o nome do candidato daFrente de Todos, seja na forma de apoio ou crítica
  • A hashtag #macripresidente aparece em 22,6% dos tuítes avaliados, contra 1,8% da hashtag #albertopresidente.
  • Nenhuma das contas mais ativas corresponde aos candidatos, embora as 5 primeiras incluam dois deputados nacionais da coligação Juntos por el Cambio (Juntos pela Mudança).

Faltando uma semana para as eleições, os seis candidatos à presidência participaram do segundo debate obrigatório estabelecido pela Lei 27.337. A discussão teve como foco os quatro eixos temáticos seguintes: Segurança; Emprego, Produção e Infraestrutura; Federalismo, Qualidade Institucional e o Papel do Estado; e Desenvolvimento Social, Meio Ambiente e Moradia. Entre os canais abertos e a cabo que transmitiram o evento ao vivo, a pontuação ultrapassou 30 pontos e foi acompanhada de discussões nas redes sociais. Aqui está uma análise das conversas no Twitter.

Desde o início do debate, às 21h, a troca de mensagens cresceu até atingir o pico na faixa de 22h25 a 22h30, com mais de 4.600 tuítes sobre o debate. Nesse momento, a conta oficial de Mauricio Macri (@mauriciomacri) repetiu o que ele disse no debate: “O kirchnerismo e Alberto Fernández são a mesma coisa”. Esse tuíte ficou entre as mensagens mais compartilhadas. Por sua vez, Fernández respondeu que “graças a Deus” não se parece em nada com o atual presidente. Então, a intensidade das conversas no Twitter diminuiu.

Número de tuítes sobre o segundo debate presidencial de 2019

Os dados referem-se à atividade no Twitter entre as 21h e meia noite do domingo de 20 de outubro de 2019. Os números mostram a quantidade de tuítes na Argentina a cada 5 minutos.

Fonte: Elaborado pelo Chequeado a partir da busca de palavras-chave e das contas dos candidatos a presidente.

Os dados vêm de publicações que incluem palavras-chave e hashtags sobre os candidatos e o debate nas três horas seguintes ao início da discussão, seguindo a metodologia desenvolvida pela Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas (FGV DAPP).

No total, foram 86.900 publicações sobre o tema; a grande maioria (88%) foram retuítes. A publicação mais compartilhada foi feita por @n0dath, que criou sua conta em 2017, e atingiu 13,2 mil compartilhamentos e 74,8 mil curtidas apesar de seu autor ter apenas 199 seguidores. Esta mensagem seguiu a crítica feita pelo candidato da Unite por la Libertad y Dignidad (União pela Liberdade e Dignidade), José Luis Espert, sobre a suposta semelhança entre os dois candidatos mais votados nas eleições primárias em agosto, e acrescentou com humor que “aqueles que brigam se amam”. No top 5 dos retuítes, além disso, havia três publicações da conta oficial de Macri sobre drogas, INDEC e kirchnerismo.

Tuíte: macri: você é um filho da puta, alberto
alberto: vou te dar uma surra
espert: aqueles que brigam se amam

Em relação às palavras mais usadas nos tuítes, destaca-se que 94% das publicações sobre o debate continham “Alberto”, seja em apoio ou crítica. A prova disso é que os três tuítes de @mauriciomacri mais compartilhados têm o nome do candidato da Frente de Todos. Além disso, 48% das mensagens mencionam “Macri”; 41% mencionam “Fernández”; 27% mencionam “Cristina”; e 16% mencionam o próprio “debate”. A soma excede 100 por cento, pois os resultados não são excludentes e o mesmo tuíte pode ter várias palavras-chave.

As hashtags (etiquetas que são identificadas com o sinal # e servem para agrupar mensagens) mais repetidas para se referir à discussão foram as oficiais e genéricas #debatear2019, #debatepresidencial2019, e outras similares. No entanto, o segundo lugar ficou com #macripresidente, que aparece em 22,6% do universo de análise, enquanto a hashtag #albertopresidente ficou em sétimo lugar, com 1,8%.

Por fim, as cinco contas mais ativas que geraram o maior nível de interação durante o debate foram @n0dath; os deputados nacionais pela Juntos por el Cambio José Cano (@JCanoOK) e Mario Raúl Negri (@marioraulnegri); @Lautiroman1995, usuário que se define como jornalista com 289,2 mil seguidores; e o meio de comunicação @C5N. As contas oficiais dos candidatos não aparecem no ranking, embora a conta de Alberto Fernández (@alferdez) tenha tido os tuítes com mais comentários.

*A Sala de Democracia Digital é uma ação da FGV DAPP, em parceria com Chequeado, na Argentina, Linterna Verde, na Colômbia e Ojo Público, no Peru. Nós monitoramos o debate público nas redes sociais pela América Latina

A análise original está disponível no site do Chequeado aqui.

Veja nossos amigos aqui porno, xnxxfr.org, xnxxyouporn, xxx, filme porno