19 maio

TikTok tem disputa e aposta de visibilidade para as campanhas políticas na corrida eleitoral

Atualizado em 2 de junho, 2022 às 5:02 pm

  • Na busca pela hashtag #política no TikTok, o grupo alinhado a Bolsonaro apresenta maior coesão, mas perde em número de perfis para a soma dos conjuntos de oposição.
  • Em termos de engajamento de links do TikTok no Twitter, têm destaque o vereador do Rio @carlosbolsonaro (52% das interações do grupo), que compartilha vídeos do pai Jair Bolsonaro (PL), e o canal de humor @cartunistat (35% das interações do grupo), com a divulgação de charges e paródias em apoio à pré-candidatura de Ciro Gomes (PDT).
  • Apesar de os conjuntos apoiadores de Lula e Bolsonaro no Facebook serem maiores, páginas e grupos públicos alinhados a Ciro apresentam maior coordenação no compartilhamento multiplataforma de vídeos de TikTok.
  • Na ausência de uma conta oficial de Lula, Bolsonaro lidera com folga todas as métricas de engajamento na plataforma. Apesar da ausência do ex-presidente, apoiadores circulam conteúdos favoráveis que atingem também outras redes.
  • Estratégias de viralização, linguagem descontraída e desafios nativos são as apostas das campanhas dos presidenciáveis.

Com vídeos curtos, dancinhas, intensa produção e consumo de conteúdos, o TikTok se consolida como um dos principais espaços digitais de atenção e disputa da opinião pública dos últimos anos. O aplicativo que exibe vídeos em formato de timeline de acordo com classificação algorítmica foi o mais baixado do mundo no 1º trimestre de 2022, conta com mais de 1 bilhão de usuários no mundo todo, e no Brasil conta com mais de 74 milhões de usuários mensais segundo dados do Global View Report*. O TikTok tem crescido também entre as campanhas políticas, onde a comunicação digital tem sido definidora para resultados eleitorais. A fim de atingir audiências mais amplas, e lançando mão de seus usos de rápida circulação, fácil compartilhamento e mecanismos de viralização, o TikTok enfatiza a visibilidade como estratégia potente de comunicação e ação política.

O estudo busca explorar o debate público em torno de temas da política, com foco específico nas eleições de 2022 no Brasil, entendendo o TikTok como um espaço importante, e pouco explorado, de disputa da opinião pública. Assim, foram analisados dados do TikTok, bem como a circulação de seus conteúdos em outras redes, desde 01 de janeiro a 18 de maio de 2022. Com isso buscou-se mapear as principais temáticas e identificação de campos presentes na plataforma; além disso, analisamos as métricas de desempenho, as estratégias de uso da plataforma e como elas se associam às estratégias de campanha dos principais presidenciáveis.

O documento leva em consideração os presidenciáveis Jair Bolsonaro (PL), Lula (PT), Ciro Gomes (PDT), João Doria (PSDB), Simone Tebet (MDB) e André Janones (Avante) e está estruturado em i) uma extração por uma hashtag ampla — #política — a fim de captar o debate geral sobre o tema no TikTok; ii) uma extração dos conteúdos do TikTok que circulam no Twitter e no Facebook sobre as eleições e os presidenciáveis; iii) e conteúdos das contas oficiais dos presidenciáveis no TikTok.

*Errata: Este dado foi atualizado no dia 02 de junho de 2022. Anteriormente, a pesquisa utilizou o número de mais 140 milhões de usuários ativos no Brasil em 2022.

Debate geral

Mapa de interações de menções à #política no TikTok*
Período: de 01 de janeiro a 18 de maio de 2022

Fonte: TikTok | Elaboração: FGV DAPP

Laranja ‒ 38,56% dos perfis
Conjunto que reúne posts de diferentes correntes políticas, mas predominantemente de oposição a Jair Bolsonaro. Destacam-se vídeos publicados pelo perfil @cironoflow, que compartilhou cortes da participação do presidenciável Ciro Gomes no Flow Podcast; e @hazel90s, que produz vídeos humorísticos contra Jair Bolsonaro.

Lilás ‒ 30,51% dos perfis
Grupo com maior coesão política, é formado por perfis que compartilharam publicações de apoio a Jair Bolsonaro e oposição ao Partido dos Trabalhadores. Destacam-se perfis que publicam trechos de vídeos com gafes e equívocos de adversários políticos de Bolsonaro. Entre as temáticas de destaque estão vídeos que promovem a desconfiança em relação ao sistema eleitoral.

Verde ‒ 21,19% dos perfis
Assim como o grupo laranja, esse conjunto reúne perfis de diferentes correntes políticas, mas há maior predominância de perfis opositores a Jair Bolsonaro. A hashtag #politica foi usualmente acompanhada pelas hashtags #lefttiktok e #esquerda nas publicações dos principais influenciadores do campo.

Azul ‒ 8,90% dos perfis
Base com a menor coesão político-ideológica, reuniu posts de correntes distintas agrupados em torno da combinação das hashtags #politica e #humor. A associação entre as duas hashtags aponta para a produção de vídeos que abordam temas políticos pelo viés do entretenimento, alinhado à dinâmica da plataforma.

Conteúdos do TikTok que circulam nas outras redes

Mapa de interações de conteúdos do TikTok no Twitter
Período: de 11 de março a 16 de maio de 2022

Fonte: Twitter | Elaboração: FGV DAPP

Azul ‒ 50,73% dos perfis | 52,03% das interações
Focado em divulgar links para o canal de @bolsonaromessiasjair no TikTok, grupo mobilizado pelo perfil oficial do vereador do Rio de Janeiro @carlosbolsonaro traz imagens mais descontraídas do presidente, sugerindo que ele seria o presidenciável mais proeminente e popular daquela plataforma.

Laranja ‒ 32,30% dos perfis | 35,98% das interações
Orbitando o perfil de entretenimento @CartunistaT, o grupo compartilha vídeos do canal respectivo no TikTok ‒ @o_cartunista_timido ‒ com charges e músicas que descrevem Ciro Gomes como o presidenciável capaz de enfrentar e derrotar outros candidatos ou como alvo constante de armadilhas de seus apoiadores.

Lilás ‒ 1,82% dos perfis | 1,66% das interações
Composto por usuários comuns, grupo agitado pelo perfil @TVBolsonaro22 divulga vídeos do canal de @bolsonaromessiasjair no TikTok que mostram o presidente rodeado de apoiadores em visitas por diversas cidades brasileiras.

Rosa ‒ 1,64% dos perfis | 1,48% das interações
Grupo liderado pelo jornalista @demori e o canal de mídia alternativa @obocadelobo direciona a links para os canais @cortesdolula e @realdemori no TikTok. O primeiro reúne trechos de declarações do ex-presidente Lula sobre problemas enfrentados pelos brasileiros atualmente, como inflação e desemprego; o segundo compendia comentários e análises sobre a corrida eleitoral deste ano, com foco, principalmente, nos pré-candidatos à Presidência.

Amarelo ‒ 1,28% dos perfis | 1,11% das interações
Ancorado nos perfis @Weintraub2022SP e @somentetruths de apoio à candidatura de Abraham Weintraub ao governo de São Paulo, o grupo remete a vídeos do irmão do ex-ministro, Arthur Weintraub, no TikTok com elogios a Abraham e ataques a outros candidatos e partidos.

Mapa de interações de conteúdos do TikTok no Facebook
Período: de 01 de janeiro a 18 de maio de 2022

Fonte: Facebook | Elaboração: FGV DAPP

Azul ‒ 35,82% dos perfis
Conjunto formado por perfis e grupos públicos que apoiam a candidatura de Jair Bolsonaro. Entre os vídeos mais compartilhados, destacam-se peças que apostam em tons emocionais para defender motivos para a reeleição do atual presidente do Brasil. Interessante notar que os vídeos mais compartilhados não foram publicados por perfis oficiais ou de lideranças políticas, mas por perfis de influenciadores e usuários comuns. Além de exaltar feitos de Bolsonaro, os vídeos também buscam diminuir a força política de Lula em relação à população brasileira.

Vermelho ‒ 34,03% dos perfis
Grupo formado por perfis e grupos públicos de oposição a Bolsonaro e apoio à candidatura do Lula. Assim como os vídeos de maior destaque no conjunto alinhado a Bolsonaro, os materiais compartilhados na base de apoio ao PT também foram publicados por usuários comuns do TikTok. Além de eventos de campanha, os vídeos mais compartilhados apostam em pequenas montagens e comentários críticos sobre adversários políticos de Lula.

Laranja ‒ 11,64% dos perfis
Base em torno do candidato Ciro Gomes. Diferente do observado nas bases de Lula e Bolsonaro, em que as páginas e grupos públicos se distribuem de modo espaçado, nota-se, no conjunto de apoio ao pedetista, maior concentração, aproximação e relações entre as páginas e grupos. Essa configuração sugere maior coordenação no compartilhamento e circulação de vídeos de TikTok pela campanha de Ciro Gomes, em uma aposta pelo fortalecimento das interações multiplataforma. Apesar da presença de páginas de apoio, o vídeo mais compartilhado por esse conjunto foi publicado pelo perfil oficial de Ciro Gomes no TikTok.

Presidenciáveis no TikTok

Nuvem de palavras **

  • O presidenciável Jair Bolsonaro (PL) utiliza a plataforma para divulgar a atuação do seu governo, com ênfase na presença do Ministro da Economia, Paulo Guedes; veicula momentos descontraídos junto dos seus apoiadores; e, ainda, veicula vídeos salientando valores morais;
  • Em sua maioria, os vídeos apresentam um viés de exaltação à pátria com a presença do hino nacional, como também exalta o lado populista do presidenciável: ao mostrar Jair Bolsonaro em momentos de lazer e executando atividades do cotidiano;
  • Chama atenção a quantidade de hashtags utilizadas pelo perfil do presidenciável Jair Bolsonaro. No entanto, vale lembrar que embora haja a presença das hashtags #deus, #família, #pátria, as hashtags utilizadas não condizem apenas com o posicionamento ideológico da direita, uma vez que há presença de hashtags como: #dilma, #pt, #mst. O que sinaliza um uso diverso das hashtags na plataforma.

  • O presidenciável André Janones (Avante) utiliza a plataforma para compartilhar cortes de entrevistas, falas e agendas na Câmara dos Deputados, eventos de campanha e vídeos com montagens e músicas populares na rede;
  • Os vídeos têm um tom denuncista, criticando a política tradicional, a mídia e se colocando como representante dos interesses e desejos do povo. O deputado afirma que o povo é refém do “debate ideológico” e que ele está mais preocupado com os “problemas reais” do povo, como o preço dos alimentos, transporte público, inflação, saúde e desigualdade social;
  • Destaca seu papel na aprovação do auxílio-emergencial, redução no preço da gasolina e discussão sobre o aumento do salário mínimo;
  • Usa hashtags mais gerais como estratégia de visibilidade na plataforma, como #fy #2022 #tiktokbrasil #tmj. Também usa a hashtag própria #andrejanones.

  • O presidenciável Ciro Gomes (PDT) veicula vídeos em tom de campanha eleitoral na plataforma, apresentando suas ideias e contrastando a planos executados pelo governo federal, sobretudo no âmbito da economia; e também criticando políticas realizadas pelo PT;
  • O perfil de Ciro Gomes investe na divulgação de vídeos que salientam sua participação em entrevistas e no uso da hashtag #CiroGames. Essa hashtag sinaliza para os usuários do TikTok um programa que o presidenciável tem na plataforma do YouTube;
  • Os vídeos veiculados pelo perfil de Ciro Gomes evidenciam fortemente a concepção de que ele é o candidato que tem um projeto para o país; dá atenção aos saberes populares e centraliza a coletividade e a democracia.

  • O presidenciável João Dória (PSDB) aposta no humor e na descontração para atingir o público jovem na plataforma. Os vídeos mostram ele respondendo dúvidas dos usuários descalço e sentado em uma cadeira, vídeos dos bastidores feitos por uma “funcionária” e cortes de entrevistas e falas públicas;
  • Os vídeos utilizam músicas e desafios nativos da plataforma, apostando em uma linguagem própria das redes sociais, com montagens, cortes rápidos e filtros;
  • Os conteúdos destacam seu papel como gestor, empresário, associando ao presidenciável a imagem de um homem trabalhador, simples, divertido e descontraído;
  • Entre as principais hashtags utilizadas estão relacionadas ao debate político e ao candidato, como #brasil #eleições #joaodoria #mantradaeducacao #palaeducacao e hashtags gerais da plataforma, como #genz e #aprendanotiktok. Vale destacar o uso da #calçaapertada, uma apropriação de uma crítica feita a aparência do presidenciável que é utilizada pela campanha.

  • A presidenciável Simone Tebet utiliza a plataforma para divulgar vídeos de eventos de campanha, falas em eventos públicos e no plenário do Senado, trechos de entrevistas e vídeos ao lado de lideranças políticas que apoiam sua campanha. Há grande destaque para as viagens que a senadora tem feito pelo Brasil, denominadas de Caminhada pela Esperança;
  • Os vídeos abordam temas como inflação, desemprego, reconstrução do país e desenvolvimento regional. São feitas críticas ao governo federal, mas que não citam nominalmente o presidente Jair Bolsonaro. Também não há menção a qualquer outro presidenciável nos conteúdos da senadora;
  • Há grande destaque para o fato da senadora ser a única pré-candidata a presidência até o momento, isso é feito através de vídeos sobre sua trajetória política enquanto mulher e falando sobre temas como: pobreza menstrual, desigualdade de gênero e feminicídio;
  • As hashtags mais utilizadas pela senadora na plataforma fazem referência a ela mesma e à campanha: #simonetebet2022 #mdb #mdbcomsimone2022 #simonesim e #caminhadadaesperança. No entanto, observa-se o uso de hashtags de grande abrangência na plataforma como forma de ampliar a visibilidade das publicações, como por exemplo: #fy #fyp #viral.

Lula ainda não possui conta no TikTok.

 

 

*Nota metodológica: A plataforma de interação por vídeo, TikTok, não possui uma API oficial. Por isso, para a coleta desses dados, foi utilizado o método de web scraping. Entretanto, este ainda possui algumas limitações. Sendo assim, os dados obtidos para a elaboração desta análise do uso da #politica na plataforma englobaram em torno de 1.000 publicações distribuídas no decorrer dos anos de 2020, 2021 e 2022. Dessas 1.000, foram consideradas aquelas classificadas como escritas em português ou as que foram publicadas por perfis com suas descrições feitas em português, o que resultou em aproximadamente 400 publicações.

A partir destas publicações, o mapa de interações foi gerado considerando que a relação entre dois perfis é criada quando eles possuem publicações que utilizam ao menos uma hashtag em comum. O peso dessa relação é determinado pela quantidade de pares de publicações (sendo um par formado por uma publicação de um perfil e uma publicação do outro) que utilizaram uma ou mais hashtags iguais. Dessa forma, esse grafo é não-direcionado, pois é formado apenas por conexões sem uma direção determinada, elas apenas relacionam dois perfis quanto ao uso de hashtags em comum em seus vídeos.

**Ao menos três ocorrências por termo.