Veja nossos amigos aqui nimfomane.org, xnxxfr.org, fucktube, xnxxyouporn, xxx, filme porno
28 fev

Redes sociais registram explosão no debate sobre 15M após compartilhamento de Bolsonaro

No Twitter, houve um aumento de 550% no número de menções aos atos em apenas 48 horas

Atualizado em 5 de março, 2020 às 3:02 pm

A convocação do presidente Jair Bolsonaro via WhatsApp para comparecerem ao ato marcado para o dia 15 de março a favor do governo e contra o Congresso e o STF teve grande repercussão nas redes, como mostra análise da DAPP. No Twitter, houve um aumento de 550% no número de menções ao assunto em 48 horas, a partir da noite de 25 de fevereiro, quando saiu a primeira notícia sobre o assunto.

No dia 24 de fevereiro, haviam sido registradas 127 mil menções aos protestos, já saltando para 231 mil no dia seguinte (quase o dobro) e, em 26 de fevereiro, chegando a 830 mil.

Discussões sobre a imprensa, jornalistas e a cobertura do governo federal, que praticamente não se associavam ao assunto até o dia 25, chegaram a 173 mil menções no dia 26 — equivalente a 21% do total. 

Menções diárias no Twitter às manifestações de 15 de março

O episódio registrou ainda uma mudança no tom da convocação. Se até terça, a principal hashtag era #dia15pelobrasil, com 63 mil menções, a partir de quarta a ênfase converteu-se à hashtag #euapoiobolsonaro, com 188 mil menções (#dia15brasilnasruas vem depois, com 168 mil);

No Facebook, o volume geral de interações registrou aumento superior a 1.400% em 48h. Com 490 mil interações (soma de reações, comentários e compartilhamentos) no dia 24, os links relacionados registraram 3,3 milhões de interações no dia 25 e 7,4 milhões no dia 26.

No WhatsApp, monitoramento de grupos políticos identificou também aumento expressivo em convocações para os atos; em uma base de 90,3 mil mensagens em 64 grupos, de 21 a 27 de fevereiro, foram 125 posts sobre os protestos em 24 de fevereiro, 98 no dia 25 e 507 no dia 26.