09 jun

Ataques a pré-candidatos de terceira via superam menções de apoio no Twitter

Impacto digital de pré-candidatos da terceira via

Atualizado em 10 de junho, 2021 às 11:20 am

  • Conjuntos de esquerda, com Guilherme Boulos como destaque, e centro-esquerda, com Ciro Gomes, formam bases autônomas; pré-candidatos de centro direita e direita se reúnem no mesmo grupo.
    João Dória é o principal alvo ligado ao governo e principal nome entre os pré-candidatos de centro direita
  • No Twitter, o perfil de Guilherme Boulos é o que apresenta o maior volume de interações, seguido por Ciro Gomes; direita e centro-direita não obtêm engajamento relevante.
  • No Facebook, há predominância de pré-candidatos da centro-direita, com alto volume de interações em publicações de Luciano Huck, João Dória e João Amoêdo;
  • No Instagram, Guilherme Boulos apresenta grande crescimento no mês de maio e lidera em interações; Huck apresenta grande volume de interações com poucas publicações, o que indica grande potencial em caso de aumento da atividade.
  • No YouTube, Ciro Gomes é o pré-candidato com mais visualizações, no entanto, o volume de visualizações da plataforma é muito baixo em relação às outras.

Nomes de possíveis presidenciáveis da chamada “terceira via” têm aquecido parte significativa do debate público nas redes sociais, nos últimos meses. Entre 25 de março e 31 de maio de 2021, foram identificadas quase 7,19 milhões de menções no Twitter a pré- candidatos alternativos para as eleições presidenciais de 2022, segundo um estudo da Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas (FGV DAPP). Um primeiro pico de menções ocorreu em 5 de abril ‒ com 446,6 mil postagens ‒, após a divulgação de informação de que o governador João Dória (PSDB-SP) teria usado verba pública na publicidade de empresas de apoiadores. Em um segundo episódio de forte agitação, em 4 de maio, o debate focou no depoimento do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta (Saúde) à “CPI da Covid”, somando 286,4 mil postagens.

Evolução de menções aos pré-candidatos da “terceira via” no Twitter
Período: 24 de março a 31 de maio de 2021

Fonte: Twitter

Foco de maior atenção do debate, o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), é tema de 2,89 milhões de tuítes e o principal alvo da base de apoio do governo federal. Das dez hashtags mais usadas no período, cinco se referem a Dória: #mamataconnection ‒ sobre a contração suspeita de publicidade em um canal de TV ‒ que aparece em 431 mil tuítes; #doriamentiroso, em 96 mil; #caixadepandoria, em 82,1 mil; e #doriagenocida e #cpidatvcultura, usadas em 54,8 mil e 30,9 mil postagens, respectivamente.

Mapa de interações do debate sobre pré-candidatos de “terceira via” no Twitter
Período: 25 de março a 31 de maio de 2021

Fonte: Twitter

Azul ‒ 39,6% dos perfis | 53,2% das interações
Orbitando jornalistas, blogueiros e influenciadores conservadores, grupo se concentra em ataques ao governador de São Paulo, João Dória (PSDB) enquanto principal antagonista do atual presidente, Jair Bolsonaro (sem partido). As críticas miram, sobretudo, supostos repasses de verba pública a um canal de televisão para promoção de empresários aliados. Outros alvos do grupo incluem negociações suspeitas entre o governo de São Paulo e o governo da China envolvendo, dentre outras coisas, o desenvolvimento de vacinas pelo centro de pesquisa Instituto Butantan; as medidas de restrição impostas em São Paulo para combater a Covid-19, classificadas como tentativa de Dória de amedrontar e coagir a população paulista; e o comportamento do governador durante uma discussão com a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), apoiadora do governo federal.

Vermelho ‒ 20,7% dos perfis | 16,8% das interações
Composto por jornalistas, canais de notícias, páginas de humor e políticos alinhados a partidos de esquerda, esse grupo realiza postagens acusando o ex-juiz Sérgio Moro de ter agido de forma parcial em julgamentos do ex-presidente Lula e, consequentemente, ter interferido nas eleições de 2018. Enfatizando Fernando Haddad (PT), as postagens enfatizam a repreensão do presidenciável ao regime militar de 1964 e compartilha pesquisas de intenção de voto que prevê a vitória de candidatos petistas nas eleições de 2022. Com referências ao ex-presidente Lula, há menções ao “encontro democrático” do petista com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso; a decisão do STF, que reconhece a parcialidade de Sérgio Moro nos julgamentos de Lula; a declaração do ex-metalúrgico afirmando que não vai entrar em confronto – “jogo rasteiro” – com Ciro Gomes; e, em tom de comemoração, a filiação de Jean Wyllys, ex-deputado do PSOL, ao Partido dos Trabalhadores.

Verde ‒ 12,7% dos perfis | 9,7% das interações
Composto por perfis de mídias alternativas, comunicadores e pelos presidenciáveis João Dória, João Amoedo, Henrique Mandetta, Eduardo Leite e Luciano Huck, esse grupo faz críticas ao governo federal e ataca, principalmente, os direcionamentos escolhidos pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no enfrentamento da pandemia. Destacam-se as postagens de Dória, em que enaltece o instituto Butantan na produção de vacinas contra a Covid-19; em que salienta, em tom de ironia, que ao tomar a vacina aos 63 anos não virou jacaré e; ainda, em que afirma que a vacina é uma possibilidade de “esperança para dias melhores”, solidarizando-se com trabalhadores brasileiros que perderam seus empregos devido ao agravamento da pandemia. Amoedo faz postagens que destacam as atitudes alegadamente “irresponsáveis” de Bolsonaro, ao promover aglomerações e isolar o Brasil do mundo, no que se refere à disseminação e a possíveis mutações do vírus. Além disso, posiciona-se contrário aos defensores da volta do voto impresso, afirmando que “o mundo é cada vez mais digital”.

Laranja ‒ 11,8% dos perfis | 12,6% das interações
Composto por influenciadores digitais, canais de comunicação e políticos que fazem oposição ao governo federal, esse grupo denuncia a omissão do governo no enfrentamento da pandemia no Brasil, salientando a falta de medicamentos para intubação e descaso na compra das vacinas, e repercutem o depoimento do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta na “CPI da Covid”. Nesse grupo, destaca-se Ciro Gomes, que, além de fazer críticas ao presidente Jair Bolsonaro sobre o cenário pandêmico, realiza postagens que criticam as atitudes e decisões políticas do Partido dos Trabalhadores e de Lula, elogiando Marina Silva – “uma mulher extraordinária que sempre lutou pelo Brasil!” – e, ainda, reiterando afirmações de que “a Terra é redonda”, “nunca foi uma gripezinha”, “foi ditadura” e “houve torturas”.

No Twitter, os presidenciáveis realizaram 4.022 publicações entre 1º de março de 2021 e 31 de maio de 2021, alcançando mais de 1,6 milhão de retuítes.

Publicações vs retuítes em perfis de pré-candidatos de “terceira via” no Twitter
Período: de 1º de março a 31 de maio de 2021

Fonte: Twitter

  • O pré-candidato do PSOL, Guilherme Boulos apresenta o maior número de retuítes, com mais do que o dobro do segundo lugar (Ciro Gomes) e cinco vezes mais do que o candidato de centro-direita mais bem colocado, João Dória.
  • Ciro Gomes apresenta número de publicações semelhante a Guilherme Boulos e número de retuítes acima dos 300 mil, o que o coloca em destaque em relação ao conjunto inferior de pré-candidatos.
  • Quatro das cinco primeiras posições são ocupadas por pré-candidatos de esquerda e centro esquerda, com somente João Doria, entre os possíveis pré-candidatos de direita e centro direita a somar mais de 100 mil retuítes no período.

Evolução de retuítes em perfis de pré-candidatos de “terceira via” no Twitter
Período: de 1º de março a 31 de maio de 2021

Fonte: Twitter

  • Guilherme Boulos apresentou engajamento superior a todos os outros pré-candidatos durante todo o período, com exceção da primeira semana, em que Ciro Gomes ocupou a primeira colocação em interações.
  • Ainda sobre Guilherme Boulos, ele foi o pré-candidato que obteve o maior pico de menções na semana dos protestos contra o governo, no dia 29 de maio.
  • Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (REDE) obtiveram pico de retuítes na semana de 15 de março, em publicações críticas ao governo.
  • Observa-se queda no número de retuítes de Ciro Gomes no período analisado.
    João Doria obteve pico respondendo a uma ameaça de Eduardo Bolsonaro de que governadores deveriam comparecer à CPI da Covid.

Facebook

No Facebook, os presidenciáveis realizaram 1.348 publicações entre 1º de março de 2021 e 31 de maio de 2021, alcançando mais de 28,7 milhões de interações e 91,5 milhões de visualizações nas postagens com conteúdo em vídeo.

Publicações vs interações em perfis de pré-candidatos de “terceira via” no Facebook
Período: de 1º de março a 31 de maio de 2021

Fonte: Facebook

  • Diferente do Twitter, no Facebook, são os pré-candidatos de centro e centro direita que apresentam os maiores volumes de engajamento, ocupando três das quatro primeiras colocações.
  • O apresentador Luciano Huck apresenta o maior volume de interações, com cerca de 9,6 milhões de interações no período. João Doria é o terceiro colocado e a quarta posição é ocupada pelo pré-candidato do Novo, João Amoêdo.
  • Guilherme Boulos é o pré-candidato de esquerda e centro-esquerda com o maior volume de interações e é o presidenciável com maior número de publicações entre todos os monitorados.
  • Ciro Gomes e Fernando Haddad apresentam volume de interações muito semelhantes e sem grande distância em relação ao número de publicações.

Evolução de interações em perfis de pré-candidatos de “terceira via” no Facebook
Período: de 1º de março a 31 de maio de 2021

Fonte: Facebook

  • O gráfico de evolução dos engajamentos mostra que Luciano Huck apresentou picos acentuados em semanas de todos os meses. Luciano Huck foi o responsável pelas 20 primeiras publicações com maior engajamento no período, com postagens que passaram por temas sociais (como racismo) e sanitários (como publicações em que lamentou a morte do ator Paulo Gustavo e o alto número de mortes diárias).
    Observa-se uma queda de interações nas publicações do pré-candidato do PSDB, João Doria, desde março.
  • A partir da segunda quinzena de abril, Guilherme Boulos se tornou o segundo pré-candidato com mais interações e, a partir da segunda semana de maio, se tornou o presidenciável assumiu a primeira colocação.
  • A semana das manifestações contra o governo (em 29 de maio), motivou aumento de interações nos perfis de Guilherme Boulos e Luciano Huck.

Instagram

No Instagram, os presidenciáveis realizaram 2.084 publicações entre 1º de março de 2021 e 31 de maio de 2021, alcançando mais de 38,0 milhões de interações e 70,5 milhões de visualizações nas postagens com conteúdo em vídeo.

Publicações vs interações em perfis de pré-candidatos de “terceira via” no Instagram
Período: de 1º de março a 31 de maio de 2021

Fonte: Instagram

  • Guilherme Boulos é o pré-candidato com maior atividade e volume de interações no Instagram no período.
  • Luciano Huck é o primeiro pré-candidato ligado à centro-direita e apresenta grande potencial de engajamento, uma vez que obteve volume expressivo de interações com apenas 47 publicações.
  • Ciro Gomes e João Doria apresentam volume de interações semelhante, ocupando espaço intermediário entre Huck e Boulos.

Evolução de interações em perfis de pré-candidatos de “terceira via” no Instagram
Período: de 1º de março a 31 de maio de 2021

Fonte: Instagram

  • No mês de março, Luciano Huck apresentou desempenho mais constante em relação ao volume de interações. A partir de abril, a evolução de interações de Huck apresenta-se de modo mais oscilante, relacionada a publicações específicas que motivaram picos de menções.
  • O pré-candidato do PSOL, Guilherme Boulos, oscilou entre 1,3 milhão e 500 mil interações entre março e abril, apresentando crescimento muito significativo a partir do mês de maio. O pico de interações no perfil do presidenciável ocorreu na semana das manifestações contra o governo.
  • Ciro Gomes e João Dória apresentam evolução constante, oscilando entre 500 mil e 1 milhão de interações.

YouTube

No YouTube, os presidenciáveis publicaram 347 vídeos entre 1º de março de 2021 e 31 de maio de 2021, alcançando mais de 596,3 mil interações e 124,8 milhões de visualizações.

Publicações vs visualizações em canais de pré-candidatos de “terceira via” no Youtube
Período: de 1º de março a 31 de maio de 2021

Fonte: YouTube

  • Ciro Gomes é o pré-candidato que apresenta o melhor desempenho no YouTube, com volume muito superior a todos os outros presidenciáveis.
  • João Doria apresenta volume muito baixo de visualizações, mesmo sendo o presidenciável com maior número de vídeos publicados.
  • A plataforma, no entanto, não parece muito estratégica do ponto de vista da atuação direta a partir das contas do presidenciáveis, com um volume de visualizações baixo em comparação com o alcance de outras redes.

Evolução de interações em perfis de pré-candidatos de “terceira via” no YouTube
Período: de 1º de março a 31 de maio de 2021

Fonte: YouTube

  • O canal de Ciro Gomes ocupa dezesseis posições entre os vinte vídeos com mais visualizações.
  • O vídeo com mais publicações no período foi publicado pelo canal de Ciro Gomes e apresenta um comentário feito pelo pedetista sobre a devolução dos direitos políticos de Lula a um jornal da CNN Brasil. O segundo vídeo, por sua vez, apresenta uma biografia do pré-candidato.
  • Outros pré-candidatos apresentaram desempenho muito baixo na plataforma.
Veja nossos amigos aqui porno, xnxxfr.org, xnxxyouporn, xxx, filme porno