Veja nossos amigos aqui nimfomane.org, xnxxfr.org, fucktube, xnxxyouporn, xxx, filme porno
28 jun

O decreto presidencial para a primeira sessão da Convenção Constituinte no Twitter

por Espacio Público | Chile

Atualizado em 29 de junho, 2021 às 3:14 pm

O presidente Piñera assinou o decreto para a instauração da convenção constitucional, o que gerou uma variedade de reações no Twitter, cujos conteúdos foram fortemente determinados pelo dilema entre poder constituído e poder constituinte.

No Debate Digital, na semana passada, revisamos em termos gerais a discussão no Twitter sobre a convenção constituinte. Esta semana decidimos destrinchar um tópico específico da discussão: as publicações no Twitter relacionadas ao decreto presidencial publicado esta semana, que estabelece a data, a hora e o local da primeira sessão da Convenção Constitucional. A amostra abrange as publicações relacionadas ao decreto no âmbito do processo constituinte de 16 a 23 de junho.

De 168 horas de dados, um total de 8.600 tuítes e 7.900 retuítes (92%) foram publicados. A maior frequência de tuítes por hora foi de 578 tuítes e ocorreu em 21 de junho. O decreto foi assinado pelo presidente no domingo, dia 20 de junho, tornando-se um tema de conversa e debate a partir do dia 21. O decreto estabelece que a primeira sessão da Convenção Constitucional acontecerá no domingo, 4 de julho às 10 h, no prédio do antigo Congresso Nacional em Santiago.

As reações foram variadas. Para alguns constituintes pertencentes à “Lista do Povo” o decreto gerou rejeição, pois declararam que o presidente não tem autoridade para condicionar a investidura dos cargos. Isto gerou uma polêmica sobre os limites do poder constituinte e o poder constituído entre certos grupos de discussão. Esta linha argumentativa de reação nos permite compreender melhor o conteúdo das publicações que aparecem nos resultados da consulta.

De acordo com os resultados da consulta, podemos analisar a informação que mais se repete nas publicações do Twitter, de acordo com as palavras mais utilizadas pelos usuários. Como pode ser visto na nuvem de palavras abaixo, destacam-se as palavras sessão, convocatória, tricel (Tribunal Calificador de Elecciones, ou Tribunal Qualificador de Eleições), primeira, transcendental e dignidade, entre outras. Para a anedota, a palavra “miúda” foi muito mencionada, provavelmente em alusão à ideia de “letras miúdas” contida no decreto, e, por outro lado, a palavra “anarcos”, provavelmente em alusão ao desejo de maior autonomia da convenção promovida por alguns setores.

Com relação às hashtags nas publicações, os conceitos mais utilizados são #voceríadelospueblos (Vozerio dos Povos) #apruebodignidad (Apruebo Dignidad, ou Aprovo Dignidade) e #convencionconstituyente (Convenção Constituinte).

As contas com mais conexões que participaram deste debate foram as de Sergio Melnick e dos constituintes eleitos Mauricio Daza (distrito 28), Daniel Stingo (distrito 8), Fernando Atria (distrito 10), Jaime Bassa (distrito 7) e César Valenzuela (distrito 9). Ao contrário da semana anterior, as contas envolvidas na conversa foram, em maior medida, contas pertencentes aos convencionais eleitos e não aos meios de comunicação, o que nos permite concluir que, por ser um assunto mais específico relacionado à convenção, os convencionais foram os protagonistas.

Neste ranking, é interessante observar a ordem na qual os meios de comunicação aparecem, sendo as contas dos meios digitais as com mais conexões, aparecendo no ranking na seguinte ordem: Interferencia, Piensaprensa, El Mostrador, La Tercera e El Desconcierto. Finalmente, também neste ranking, podemos ver que a conta do presidente Piñera aparece no 19º lugar. Continuará o presidente a aparecer no monitoramento do Debate Digital sobre a discussão da convenção constituinte nas redes sociais?

No mapa de comunidades pode-se ver claramente os nós das contas com mais conexões. Após a aplicação da medida de modularidade, é possível identificar comunidades digitais associadas a setores políticos definidos e, como já dissemos, neste debate em particular foram os convencionais eleitos os principais protagonistas, posicionados em três tipos de comunidades.

 

Nota metodológica:

Este relatório foi construído com base na consulta das interações no Twitter por meio da aplicação Trendsmap, que permite obter informações detalhadas sobre qualquer conversação realizada nesta plataforma usando termos de busca e filtragem por meio de várias opções disponíveis.

A consulta foi feita através da seguinte pesquisa: decreto OR juramento OR Instalación OR Aceptación OR intromisión OR intervención OR “4 de julio” OR Ceremonia (Constituyent* OR Constitucional* OR Constitucio* OR Convencion* OR #ConvencionConstitu* OR #procesoconstitu* OR #nuevaconstituci* OR #Constituc*)

*A Sala de Democracia Digital é uma ação da FGV DAPP, em parceria com Chequeado, na Argentina, Espacio Público, no Chile, Linterna Verde, na Colômbia e Ojo Público, no Peru. Nós monitoramos o debate público nas redes sociais pela América Latina.

A análise original está disponível no site do Espacio Público aqui.