11 dez

Direita destaca Bolsonaro e Michelle como protagonistas da posse de Milei nas redes

Atualizado em 20 de dezembro, 2023 às 9:04 am

  • Presença do ex-presidente na posse de Javier Milei é vista por apoiadores como fortalecimento da direita na América Latina ;
  •  Fotos de Michelle Bolsonaro ao lado do ex-presidente demonstram a força da ex-primeira dama nas redes sociais;
  • Aliados de Bolsonaro protagonizam o debate em todas as plataformas analisadas e perfis governistas não conseguem emplacar narrativa de que o ex-presidente estaria isolado.

 

O ex-presidente Jair Bolsonaro e sua esposa Michelle foram destaque no debate brasileiro sobre a posse do presidente argentino, Javier Milei. Enquanto a “comitiva de Bolsonaro”, composta por lideranças políticas aliadas ao ex-presidente, mobilizaram as redes para celebrar o momento como uma vitória da direita brasileira, a base governista teve presença tímida no debate. É o que mostra estudo da FGV Comunicação Rio, que analisou postagens sobre a posse de Javier Milei no X, no Facebook e no Instagram, entre 4 e 11 de dezembro, até às 13h.

No X, o debate majoritário correspondeu a uma atuação expressiva da oposição para desmoralizar politicamente o presidente Lula e atribuir a Bolsonaro prestígio político na ocasião da posse de Milei. Já no Instagram e no Facebook, imagens de Michelle e do governador de São Paulo, Tarcísio Gomes, tiveram ampla circulação no Facebook e no Instagram, destacados como “herdeiros políticos” direto de Bolsonaro.

 

Debate sobre a posse de Javier Milei no Brasil

 

Principais termos sobre o tema no X
Período: de 4 dezembro até 11 de dezembro às 13h
Quantidade de posts: 120.400

Fonte: X | Elaboração: FGV ECMI

 

  • O conjunto de termos mais recorrentes do X indica uma atuação importante da oposição ao governo para desmoralizar politicamente o presidente Lula e atribuir a Bolsonaro prestígio político na ocasião da posse de Javier Milei. Nesse sentido, termos como “anão diplomático” e “verdadeiro chefe de Estado” foram atribuídos, respectivamente, a Lula e a Bolsonaro;
  • Foi central a ideia de que Milei teria quebrado o protocolo da cerimônia ao destinar a Bolsonaro uma cadeira que seria ocupada por chefes de Estado. Esta narrativa surgiu mais forte no debate, a despeito de perfis governistas terem argumentado que Bolsonaro teria ficado isolado durante a posse e sido vaiado, além de ter sido barrado em foto com outros chefes de Estado;
  • A presença de Michelle Bolsonaro também foi motivo de disputa de narrativas em ambos os campos políticos. Enquanto governistas afirmaram que ela teria se vestido de maneira inadequada, a oposição argumentou que o Brasil teria “saudades do bom gosto e elegância” da ex-primeira-dama, com comentários pejorativos a respeito de Janja da Silva.

 

Principais links noticiosos sobre o tema no Facebook
Período: de 4 dezembro até 11 de dezembro às 13h
Quantidade de links: 1.364

Fonte: Facebook | Elaboração: FGV ECMI

 

  • O debate foi dominado por veículos de mídia alinhados à direita, como Jornal da Cidade Online e Jovem Pan News. No caso do primeiro, o argumento geral das notícias reitera a ideia de que Bolsonaro teria prestígio internacional e Lula, não. Subentende-se ainda que Bolsonaro seria mais popular do que o petista e que teria sido injustiçado nas eleições, o que teria sido indiretamente reconhecido por Milei em razão do convite para a posse;
  • Como no X, a presença de Michelle Bolsonaro também foi destaque no Facebook. Classificada como a “eterna primeira-dama do Brasil” no segundo link de maior destaque, ela é comparada a Janja, que é definida pelo JCO como “deslumbrada” e “esculhambada”. A atenção expressiva destinada à presença de Michelle no evento sugere uma tentativa recorrente, por parte de setores da direita, de impulsionar o capital político da ex-primeira-dama;
  • A posse ainda teve destaque em veículos da mídia tradicional, como Estadão e IstoÉ. Enquanto o Estadão teve maior alcance ao ressaltar o tratamento honroso destinado a Bolsonaro por parte de Milei, a IstoÉ explorou o episódio em que o ex-presidente foi barrado da foto oficial de estadistas, o que aponta que, neste segmento midiático, as abordagens do tópico foram mais diversas.

 

Principais posts e interações sobre o tema no Facebook e Instagram
Período: de 4 dezembro até 11 de dezembro às 13h
Quantidade de posts no Facebook: 3.228
Quantidade de posts no Instagram: 1.952

Fonte: Facebook e Instagram | Elaboração: FGV ECMI

 

  • A presença de Tarcísio Gomes e, de maneira ainda mais reiterada, Michelle Bolsonaro dominaram os posts no Facebook e no Instagram. No Instagram, uma publicação do perfil oficial de Tarcísio na cerimônia teve o maior número de engajamento, mas as imagens da ex-primeira-dama no evento – especialmente o momento em que posou ao lado Bolsonaro e Milei – foram publicadas múltiplas vezes com destaque expressivo, o que reitera a sua popularidade na plataforma;
  • Além das páginas oficiais de Bolsonaro, Michelle e Tarcísio, páginas de jornalistas, apoiadores e entusiastas da suposta candidatura de Bolsonaro em 2026 tiveram proeminência na rede, ressaltando o protagonismo da extrema-direita no debate sobre a posse de Milei em ambas as plataformas.

 

Debate parlamentar sobre o tema no Facebook e Instagram
Período: de 4 dezembro até 11 de dezembro às 13h
Quantidade de posts no Facebook: 103
Quantidade de posts no Instagram: 95

Fonte: Facebook e Instagram | Elaboração: FGV ECMI

 

  • Parlamentares de direita destacam sua chegada na Argentina para a posse de Javier Milei, ressaltando que acompanhavam o evento como parte da “comitiva de Bolsonaro”. Nas postagens, fotos dos parlamentares com Bolsonaro e imagens do ex-presidente ao lado de Milei foram compartilhadas pelos deputados e senadores;
  • As postagens comemoram a posse de Milei como uma conquista da direita latinoamericana, colocando Bolsonaro ao lado do presidente argentino recém-empossado como as grandes lideranças da direita na atualidade. Nesse sentido, vídeos e fotos de Bolsonaro ao lado de lideranças políticas ou sendo recepcionado pelo povo argentino reforçam a imagem de estadista do ex-presidente brasileiro;
  • Apesar dos parlamentares de direita serem maioria entre as postagens com maior volume de engajamento em ambas as plataformas, é possível observar alguns poucos conteúdos de parlamentares da base governistas. Estas postagens se destacam por divulgar que Bolsonaro foi barrado de uma foto de chefes de Estado durante a cerimônia de posse. No entanto, o protagonismo das publicações segue sendo dos aliados de Bolsonaro.