25 jan

Com maioria favorável, vacinação infantil é assunto de mais de 700 mil menções no Twitter em duas semanas

Atualizado em 27 de janeiro, 2022 às 4:37 pm

  • Grupos favoráveis à vacinação infantil ‒ que reúnem 48,7% dos perfis ‒ celebram a realização da ação no país e contestam notícias de supostas mortes e complicações em crianças devido aos imunizantes.
  • A notícia de que uma criança teria sofrido parada cardiorrespiratória dias após a imunização inflamou grupo contrário à vacinação infantil no Twitter, que contabilizou 30,9% dos perfis engajados no debate;

De 11 a 24 de janeiro, foram identificadas 705,3 mil postagens no Twitter com referência à vacinação infantil contra a Covid-19 no Brasil, conforme aponta estudo da Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas (FGV DAPP). Com a maioria favorável à decisão, grande parte do debate se concentrou em compartilhar notícias e imagens de crianças recebendo o imunizante em diversas localidades do país.

As top três hashtags do período são #derrubamalafaia ‒ em protesto a declarações do pastor Silas Malafaia classificando a vacinação infantil como “infanticídio” ‒, em 34,3 mil postagens; #vacinassalvamvidas, em 6,6 mil tuítes; e #vacinaparacriancasja, em 4,2 mil tuítes.

Evolução do debate sobre vacinação infantil no Twitter
Período: de 11 a 24 de janeiro

Fonte: Twitter | Elaboração: FGV DAPP

O debate obteve maior engajamento no dia 20, quando contabilizou 98 mil tuítes, com reações ‒ tanto alarmistas quanto críticas ‒ à notícia de que uma criança teria sofrido uma parada cardiorrespiratória após ter recebido o imunizante em Lençóis Paulistas (SP).

Outro tópico de grande mobilização no dia diz respeito a comentários acerca do despacho do ministro Ricardo Lewandowski (STF) negando um pedido de inclusão da vacinação infantil contra Covid-19 no Plano Nacional de Imunização.

Mapa de interações do debate sobre vacinação infantil no Twitter
Período: de 11 a 24 de janeiro

Fonte: Twitter | Elaboração: FGV DAPP

Azul ‒ 30,90% dos perfis | 45,62% das interações
Composto por políticos de direita e blogueiros e canais de mídia alternativa conservadores, grupo evoca a notícia de que uma criança em Lençóis Paulista (SP) supostamente teria sofrido uma parada cardiorrespiratória após ter sido imunizada contra a Covid-19 para protestar contra a vacinação infantil no país. Neste grupo muitos perfis também trataram do direito que os pais ‒ inclusive, os próprios os donos dos perfis ‒ teriam sobre seus filhos em reação a decisões oficiais de governadores e outras autoridades que autorizaram a imunização infantil, com alegação de que ainda são desconhecidos todos os possíveis efeitos adversos das vacinas e de que a prática seria experimental e, portanto, um risco à vida das crianças.

Vermelho ‒ 34,59% dos perfis | 35,11% das interações
Orbitando ativistas políticos, influenciadores digitais e canais de mídia alternativa que fazem oposição ao governo federal, este grupo contesta a informação de que uma criança ‒ que seria portadora de uma doença congênita ‒ teria morrido em função de complicações da vacina contra a Covid-19, em Alagoas. Postagens aproveitam uma suposta visita que os ministros Marcelo Queiroga (Saúde) e Damares Alves (Direitos Humanos) fariam à família da vítima para questionar quantas crianças vítimas da Covid-19 membros do governo federal teriam visitado até agora. Declarações do pastor Silas Malafaia classificando a vacinação infantil como “infanticídio” também geraram revolta no grupo.

Verde ‒ 5,29% dos perfis | 3,25% das interações
Grupo que conta com jornalistas e perfis de usuários comuns comemora a realização da vacinação infantil contra a Covid-19 em diversas localidades do Brasil, compartilhando números da imunização, além de notícias e imagens de crianças recebendo suas doses.

Lilás ‒ 4,29% dos perfis | 2,41% das interações
Impulsionado por portais de mídia, grupo se mobiliza em torno de uma postagem viral que questiona a preocupação exagerada com possíveis efeitos adversos da vacinação infantil, comparando-a a um suposto descaso de pais e autoridades em relação às consequências dos agrotóxicos usados nos alimentos que as crianças brasileiras consumiriam.

Laranja ‒ 4,54% dos perfis | 2,42% das interações
Grupo de perfis de usuários comuns orbita uma postagem viral que repercute um recado otimista e divertido de uma criança autista após ter recebido sua dose da vacina contra a Covid-19, afirmando estar muito feliz na ocasião.