23 dez

Bolsonaro perde vantagem para Lula e Ciro no Twitter e no YouTube e tem liderança digital ameaçada

Impacto digital dos presidenciáveis

Atualizado em 27 de dezembro, 2021 às 3:16 pm

  • Bolsonaro apresenta tendência de queda em todas as plataformas e observa crescimentos de adversários, que já se encontram tecnicamente empatados em volume de interações no Twitter e no YouTube;
  • Lula se aproxima de Bolsonaro no Twitter e no Instagram, na esteira de posts sobre a viagem à Europa e a entrevista ao podcast Podpah;
  • Sergio Moro se estabiliza como terceiro candidato com mais interações no Twitter e no Instagram, mas não apresenta crescimento desde o anúncio de sua pré-candidatura;
  • Ciro Gomes se destaca no YouTube, onde esteve à frente de Bolsonaro em três das sete semanas analisadas. Em todas as redes, o pedetista apresentou picos na última semana, em publicações sobre a operação da Polícia Federal que o atingiu no dia 15 de dezembro;
  • André Janones é o terceiro colocado em interações no Facebook e apresenta alto potencial de engajamento, exibe porém baixa atividade nas outras redes analisadas;
  • Marina Silva e João Doria apresentam baixa interação em todas as plataformas.

Novo levantamento da FGV DAPP entre 1º de novembro e 19 de dezembro de 2021 identificou cerca de 82,2 milhões de interações nos perfis oficiais de Jair Bolsonaro (PL), Lula (PT), Ciro Gomes (PDT), Marina Silva (REDE), João Dória (PSDB) e André Janones (Avante), no Twitter, Facebook, Youtube e Instagram.

O desempenho digital dos presidenciáveis foi analisado a partir de três dimensões: 1) A evolução do volume de interações no tempo; 2) o ranking com o total de interações; e 3) o cruzamento entre o número de postagens e de interações. Nos gráficos de evolução, as métricas foram agregadas por semana.
Twitter

Entre 1º de novembro e 19 de dezembro de 2021, os presidenciáveis publicaram 656 posts no Twitter, que geraram mais de 4,2 milhões de retuítes e curtidas.

Evolução das interações em posts de presidenciáveis no Twitter
Período de análise: de 1º de novembro a 19 de dezembro de 2021

Fonte: Twitter

  • Líder em interações no Twitter, o presidente Jair Bolsonaro apresentou tendência de queda no volume de curtidas e retuítes nas últimas sete semanas e viu o ex-presidente Lula praticamente empatar no desempenho nessa rede.
  • As interações nas publicações de Lula apresentaram grande oscilação entre as semanas, com picos acentuados na semana de 15 de novembro, quando realizou uma viagem pela Europa e encontrou lideranças de diferentes países, e na semana de 29 de novembro, quando participou do podcast Podpah.
  • Sergio Moro, que se tornou pré-candidato e passou a investir mais ativamente nas redes sociais no início de novembro, oscilou entre 200 e 300 mil interações por semana, se estabelecendo como o terceiro perfil com melhor desempenho no Twitter. Não houve, no entanto, movimento de crescimento de seu alcance desde o início de sua participação mais ativa no debate público.
  • Ciro Gomes perdeu a terceira colocação para Sergio Moro e, assim como o candidato do Podemos, apresenta estabilidade durante a maior parte do período. A exceção ocorreu na semana de 13 de dezembro, quando após sofrer com uma operação da Polícia Federal, utilizou – com sucesso – suas redes para criticar a abordagem e se defender das acusações.
  • Doria, Marina Silva e André Janones apresentam volume de interações muito baixo e pouca capacidade de gerar picos de interações.

Posts vs Interações em perfis de presidenciáveis no Twitter
Período de análise: de 1º de novembro a 19 de dezembro de 2021

Fonte: Twitter

  • O gráfico de dispersão mostra que Lula atingiu volume de interações no mesmo patamar do que Bolsonaro com número semelhante de publicações. Por um lado, é relevante o fato de que o aumento de interações não esteve ligado a um aumento de publicações, por outro, é importante notar que Bolsonaro apresentou comportamento mais estável, enquanto Lula obteve alta de interações por meio de períodos episódicos de viralização.
  • Apesar de próximos no volume de interações, Ciro Gomes publicou mais do que o dobro de posts que o ex-ministro Sergio Moro.
  • Entre João Doria, Marina Silva e André Janones, é o pré-candidato pelo Avante que apresenta o maior potencial de crescimento, tendo em vista a sua baixa atividade na rede.

Facebook

Entre 1º de novembro e 19 de dezembro de 2021, os presidenciáveis publicaram 1180 posts no Facebook, que geraram mais de 28,6 milhões curtidas, compartilhamentos, comentários e reações.

Evolução das interações em posts de presidenciáveis no Facebook
Período de análise: de 1º de novembro a 19 de dezembro de 2021


Fonte: Facebook

  • O Facebook é a rede na qual o presidente Bolsonaro domina e se distancia com mais evidência em relação aos demais presidenciáveis. No entanto, assim como nas demais plataformas analisadas, Bolsonaro exibiu queda de interações ao longo do período, muito inferior quando comparado com seu potencial de engajamento médio.
  • Entre as postagens que atingiram picos de engajamento, na metade do mês de novembro, destacam-se os registros de viagem de Bolsonaro a Dubai, coincidente com o período de viagens e encontros com lideranças mundiais do ex-presidente Lula, cujos registros também obtiveram alcance expressivo.
  • É interessante destacar que o recém pré-candidato à presidência, o deputado federal André Janones (Avante-MG), ocupa a terceira colocação em volume de interações, e que essa influência se manifesta apenas no Facebook. Seus posts de destaque focam na defesa e repercussão da aprovação da MP 1076/21, que institui o benefício do Programa Auxílio Brasil, substituto do Bolsa Família.
  • O Facebook persiste como a rede na qual os presidenciáveis associados à terceira via apresentam desempenho mais inexpressivo.

Posts vs Interações em perfis de presidenciáveis no Facebook
Período de análise: de 1º de novembro a 19 de dezembro de 2021

Fonte: Facebook

  • Os presidenciáveis Jair Bolsonaro e Lula se mantêm isolados em engajamento no Facebook. É interessante notar, porém, que tem se prefigurado um cenário mais equilibrado, com a entrada do presidenciável André Janones, com o decaimento gradual de Bolsonaro, e crescimento de Lula.
  • Há similaridade no padrão médio de postagens entre os presidenciáveis Sergio Moro, Marina Silva e João Dória, entretanto, o ex-juiz Sergio Moro acumula engajamento mais alto, apesar do menor número de posts, o que indica um alto potencial de mobilização na plataforma.
  • O presidenciável André Janones também apresenta comportamento e potencialidade análogos, porém exibe volume muito inferior de postagens, que ainda assim angariam acúmulo de engajamento acentuado.
  • Lula se distancia significativamente no número de postagens, quase o dobro frente à média dos presidenciáveis, e concentra mais de 20% das interações totais.

Instagram

Entre 1º de novembro e 19 de dezembro de 2021, os presidenciáveis publicaram 837 posts no Instagram, que geraram mais de 41,4 milhões de curtidas e comentários.

Evolução das interações em posts de presidenciáveis no Instagram
Período de análise: de 1º de novembro a 19 de dezembro de 2021

Fonte: Instagram

  • Na rede que mais somou interações nos perfis dos principais presidenciáveis, Jair Bolsonaro consegue se manter, com alguma distância, na primeira colocação em curtidas e comentários. O pico de menções ocorreu na semana de 1º de novembro, impulsionado pelo post de condolências pela morte da cantora Marília Mendonça. Desde então, a página de Bolsonaro tem apresentado queda, com pequeno aumento na semana de 6 de dezembro, com uma publicação que celebrou e agradeceu a sua eleição como personalidade do ano da revista Time, em uma votação popular.
  • Assim como no Twitter e no Instagram, Lula apresentou grande oscilação entre as semanas e obteve picos – que o colocaram em 1º lugar – nas semanas em que viajou para encontros na Europa e em que concedeu entrevista para o podcast Podpah. Lula se aproximou de Bolsonaro na semana de 13 de novembro, com posts em homenagem ao aniversário do Papa Francisco e parabenizando a vitória do candidato de esquerda, Gabriel Boric, para a presidência do Chile.
  • Assim como no Twitter, Moro se consolida na terceira colocação, mas apresenta grande estabilidade oscilando em torno de 1 milhão de interações semanais.
  • João Doria, Ciro Gomes, André Janones e Marina Silva apresentam desempenho muito baixo na rede, com mais de 500 mil interações semanais.

Posts vs Interações em perfis de presidenciáveis no Instagram
Período de análise: de 1º de novembro a 19 de dezembro de 2021

Fonte: Instagram

  • Bolsonaro, Lula e Sergio Moro apresentaram volume de publicações semelhante, o que sugere que as colocações de fato exprimem a diferença de mobilização em cada um dos perfis.
  • Ciro Gomes, Marina Silva e João Doria são os três presidenciáveis que mais publicam no Instagram. O volume de atividade, no entanto, não se reflete em aumento no número de interações.
  • André Janones, por sua vez, apresenta baixo volume de publicações, o que pode indicar um crescimento no volume de interações em caso de intensificação da atividade em sua conta.

YouTube

Entre 1º de novembro e 19 de dezembro de 2021, os presidenciáveis publicaram 261 vídeos no YouTube, que geraram mais de 8,0 milhões de interações.

Evolução das visualizações em vídeos de presidenciáveis no YouTube
Período de análise: de 1º de novembro a 19 de dezembro de 2021

Fonte: YouTube

  • Assim como no Twitter, Bolsonaro também se manteve à frente do segundo colocado por um volume muito baixo de visualizações no YouTube. No caso, Ciro Gomes foi o candidato que mais se aproximou, tendo menos de 100 mil visualizações do que o atual presidente do Brasil.
  • Enquanto Bolsonaro segue tendo as lives semanais como principais produto de seu canal de YouTube, Ciro Gomes obtém destaque em vídeos com comentários sobre temas nacionais (como a questão da Petrobras) e na série “Ciro Games”, em que recebe convidados de diferentes áreas.
  • Ciro Gomes também esteve à frente de Bolsonaro em três das sete semanas monitoradas e obteve o maior pico na semana de 13 de dezembro, com vídeos em que comentou criticamente a operação de Polícia Federal que o atingiu. Importante destacar a convergência entre diferentes mídias, com os quatro vídeos mais visualizados tendo sido resultados de declarações em canais de mídia tradicionais, como CBN, MyNews, UOL e uma entrevista com o apresentador José Luiz Datena.
  • O vídeo mais visualizado no período, no entanto, foi a transmissão da entrevista de Lula ao Podpah, no dia 2 de dezembro. O vídeo no canal do ex-presidente obteve mais de 450 mil visualizações e a transmissão no canal do podcast já conta com mais de 8 milhões de visualizações.

Posts vs Visualizações em canais de presidenciáveis no YouTube
Período de análise: de 1º de novembro a 19 de dezembro de 2021

Fonte: YouTube

  • Ciro Gomes é o presidenciável com maior atividade no YouTube e conseguiu atingir patamar de visualizações semelhante a Bolsonaro.
  • 41,8% das visualizações totais de Lula no período ocorreram em um único vídeo, sua entrevista ao podcast Podpah.
  • Os canais de André Janones e João Doria apresentam resultados e informações sobre os trabalhos na Câmara dos Deputados e no Governo de São Paulo, respectivamente. Janones obteve destaque com vídeos sobre o Auxílio Brasil. Já no canal de Moro, predominam vídeos em que o ex-ministro apresenta sua visão para diferentes temas do país.
  • Os vídeos de Moro e Doria apresentam alcance muito baixo, com menos de 5 mil visualizações.
Veja nossos amigos aqui porno, xnxxfr.org, xnxxyouporn, xxx, filme porno