22 abr

A frase que Lima nunca disse, mas é atribuída a ele desde antes de ser ministro

Por Bolivia Verifica | Bolívia

Por Paola A. Palacios Negrete

Atualizado em 17 de maio, 2022 às 10:08 am

A afirmação é atribuída ao atual ministro da Justiça e Transparência Institucional com base em uma entrevista que concedeu em agosto de 2020 no Programa “Diálogo en Panamericana”

 

“Se as meninas tiverem 12 anos e aceitarem um relacionamento, não há crime” é uma frase atribuída ao atual ministro da Justiça, Iván Lima, desde 2020. Esta frase chegou a diferentes redes sociais como Facebook, Twitter e WhatsApp, mas é falsa e apesar de ter sido negada, volta e ressurge novamente.

Realizamos uma análise avançada para detectar a partir de que data esse conteúdo circula nas redes sociais, e descobrimos que foi feita uma publicação no Twitter em 29 de agosto de 2020, quando Iván Lima ainda não era Ministro da Justiça.

“O advogado masista Iván Lima: “Se as meninas tiverem 12 anos e aceitarem um relacionamento, não há crime.” O #MAS aprovou uma lei que protege pedófilos como El Jefazo

A Bolívia deve punir os cúmplices da pedofilia”.

O primeiro registro do Facebook é uma postagem no grupo “Universitários de Charcas”, feita em 10 de novembro de 2020 às 18h30. É importante lembrar que em 9 de novembro de 2020, Lima tomou posse como Ministro da Justiça e Transparência Institucional. Ou seja, a frase foi dita quando ele tinha horas como chefe do Ministério da Justiça.

Na ocasião, anexaram uma foto do ministro publicada pela Red Uno. O texto que acompanhava a imagem era:

“NOVO MINISTRO DA JUSTIÇA DISSE QUE PEDOFILIA NÃO É CRIME! Em entrevista concedida em agosto, o então advogado do MAS e ex-integrante do TCP “Iván Lima” (…)” (sic).

Cinco horas depois, às 23h57, a suposta declaração foi compartilhada em um grupo do Facebook chamado “21F Bolivia Dijo No”. Era uma imagem com o logotipo de um suposto meio de comunicação chamado ABC Tarija, que, após uma busca minuciosa, foi confirmado que não existe.

O alcance do post foi de 1.000 reações, 170 comentários e 2,2 mil compartilhamentos em menos de 24 horas.

Em decorrência da viralidade desse conteúdo, em 11 de novembro de 2020, por meio do site do Ministério pelo qual Lima é responsável, foi emitida uma nota esclarecendo que o referido conteúdo era falso.

Na ocasião, o Bolivia Verifica entrou em contato com Iván Lima para esclarecer o que estava circulando e entender a origem da farsa.

De onde veio a frase? A falsidade veio à tona após entrevista realizada no programa “Diálogo en Panamericana”, da Radio Panamericana. O programa foi transmitido no dia 29 de agosto de 2020 ao meio-dia e durante o minuto 58 da gravação, o ministro diz:

“Quando uma mulher tem relações sexuais, sendo menor de 14 anos, é estupro e é crime de ordem pública. Isso não tem debate”, e explica e acrescenta que: “Não há como dizer que o ato foi voluntário, é o que diz a lei boliviana.”

Como visto, Lima não diz a frase atribuída a ele sobre meninas de 12 anos, muito pelo contrário. O ministro afirmou que se alguém mantiver relações com uma menor de 14 anos, de forma alguma se pode interpretar que foi um ato voluntário, pelo contrário, o ato deve ser qualificado como uma violação contra a menor.

Embora o esclarecimento do conteúdo tenha sido feito em 2020, a frase voltou a aparecer em 12 de abril de 2022. Dois anos depois, o material voltou a circular com um design que se assemelha ao utilizado pela rede Unitel, em termos de cores e formato:

Christopher Andre, editor web da Unitel, alegou que se trata de conteúdo falso e que o meio de comunicação não o publicou.

Porém, isso não é tudo. No dia 15 de abril de 2022, a ex-senadora Carmen Eva Gonzáles Lafuente, por meio de sua conta oficial no Twitter, publicou a imagem inicial sem o logotipo do ABC Tarija, afirmando: “Se fosse sua filha, você diria o mesmo? E foi o próprio Ministro da Justiça que disse!!!!! Tarado!” (sic).

Entre os usuários que colocaram “curtidas”, foram identificados jornalistas como Andrés Gómez e Ximena Galarza, assim como o vice-ministro das Relações Exteriores, Freddy Mamani Machaca.

Por fim, detectamos que esse conteúdo falso também está circulando no WhatsApp por meio de uma captura de tela de uma postagem no Facebook:

Apesar dos esforços para esclarecer que esse conteúdo é falso, ele continua se espalhando massivamente por diferentes redes sociais e ganha cada vez mais força.

 

*A Sala de Democracia Digital é uma ação da FGV DAPP, em parceria com Animal Político, no México, Bolivia Verifica, na Bolívia, Confidencial, na Nicarágua, Chequeado, na Argentina, Espacio Público, no Chile, Linterna Verde, na Colômbia, e Ojo Público, no Peru. Nós monitoramos o debate público nas redes sociais pela América Latina.

A análise original está disponível no site do Bolivia Verifica aqui.

Veja nossos amigos aqui porno, xnxxfr.org, xnxxyouporn, xxx, filme porno